Mozart Fernandes

Mozart Artista e designer com carreira reconhecida internacionalmente –, há mais de 15 anos Mozart mostra um dos recortes de sua obra para a cidade em muros –3 séries de pinturas chamadas FODA‐ME COM AMOR (nome de um poema também seu), ISSO NÃO É POESIA e TANTO FAZ. coladas em mais de 20 países: França, Alemanha, Suíça, Suécia, Espanha, México, China, Inglaterra, Estados Unidos, entre outros.
Um dos criadores da Vértices Cenografia Arte e Design, a partir do conceito de que design e arte devem ser difundidos para todos e enfatizado materiais, na urbanidade, na intervenção inusitada e autoral.
A Exposição mais recente InsideOut na Casa do Brasil de Bruxelas em setembro de 2015 que aborda os sentimentos que não colocamos pra Em Londres/2015, participou de uma ação coletiva com mais 6 artistas de varias partes do mundo.
Em Lisboa, criou uma série exclusiva para o Restaurante Chimera.
Em 2015, em turnê pela Europa, participou de uma residência artística em Bruxelas onde expôs o resultado dos trabalhos. Nesta residência artistas da Itália e Monica Rodrigues Fernandes “Estado Transitório” – Dia 21 de novembro de 2014, abriu uma exposição individual na Mono Galeria, com curadoria de Henrique Pela primeira vez, o universo masculino é retratado pelo artista.
“Não Linear”, em abril de 2013, abriu um espaço antes restrito para a arte contemporânea, a Galeria “A Hebraica”, localizada no Clube Hebraica.
Mozart mostrou nesta exposição seu universo pessoal, declaradamente instável, intenso, provocador, e, portanto, nada linear. Dando continuidade à experiência com esta linguagem, dirigiram e produziram, junto ao músico, poeta e compositor Lira, vídeos que show enquanto Mozart Fernandes pinta.
Em novembro de 2007 realizou a exposição “Átimo: Profanus”, que propunha uma incursão pelos breves instantes em que o profano comunica através de suas pinturas e das xilogravuras de Helder Santos, trazendo à tona reflexões e a contraposição do mundano abertura da Galeria 600, em São Paulo.

“Não Linear”, em abril de 2013, abriu um espaço antes restrito para a arte contemporânea, a Galeria “A Hebraica”, localizada no Clube Hebraica.
Mozart mostrou nesta exposição seu universo pessoal, declaradamente instável, intenso, provocador, e, portanto, nada linear. Dando continuidade à experiência com esta linguagem, dirigiram e produziram, junto ao músico, poeta e compositor Lira, vídeos que show enquanto Mozart Fernandes pinta.
Em novembro de 2007 realizou a exposição “Átimo: Profanus”, que propunha uma incursão pelos breves instantes em que o profano comunica através de suas pinturas e das xilogravuras de Helder Santos, trazendo à tona reflexões e a contraposição do mundano abertura da Galeria 600, em São Paulo.
Criou o projeto MorteVida com o artista colombiano Alberto Lizarazo. O projeto questiona a duração valor das obras de arte. da criação e sobreposição das artes em ambientes que serão modificados ou demolidos.
Participou das apresentações do poeta, compositor, escritor e musico Lira pintando painéis de aprox. 20m2 durante os shows em Brasil.
Foi convidado a pintar grandes muros em galerias de fotografia como a Leica Gallery, galeria Porão e a loja Uma, da estilista Raquel estão expostas obras de Regina Silveira, Macaparana entre outros.
(foto divulgação: bruno guerra)

Quer saber mais?

Quero!

MENU

Back

Carrinho

Compartilhar